VOCÊ VIU A BARRIGA DA JLO?

JLo propõe uma reflexão que vai além da estética ou padrão de beleza. No último Super Bowl, mostrou muito mais do que um corpo em forma.

0

Leia ouvindo: Jennifer Lopez – Get Right

Alguns dias atrás @jlo (Jennifer Lopez) postou em sua conta do Instagram uma foto que ganhou mais de oito milhões de likes. Se você ainda não viu, ai está.

Imagem: reprodução/instagram

O barulho foi alto, não só pelo corpo exposto, o que também chamou atenção foi a idade: Jennifer Lopez tem 50(!) anos. É isso mesmo, 50 anos!

Que Jennifer Lopez é linda desde sempre, todos nós sabemos, então esse rebuliço todo aconteceu porque mesmo? Será mesmo que é tão difícil assim chegar aos 50 anos sem aquele estereótipo “de velho” que conhecemos? Seria mais um fruto do patriarcado uma mulher de 50 anos inteirona? Seria um novo “padrão”? Será que não é se expor demais aos 50 anos? Como seria não expor? Questionamentos. Julgamentos. 

O número de likes não impressiona. Será mesmo que a mulher pode ser tudo aquilo que ela quiser? Pergunto isso com algumas certezas. Se JLo estivesse com o corpo “normal”, a reação seria a mesma? Com certeza não. Ela seria “aceita” ou iriam dizer que ela deveria emagrecer ou até “se cuidar”? Provavelmente a segunda opção. 

JLo propõe uma reflexão que vai além da estética ou padrão de beleza. No último Super Bowl, mostrou muito mais do que um corpo em forma. Deu palco a mulher bonita, segura, latina, ativa e bem sucedida (que é), se apresentando no maior evento esportivo dos Estados Unidos.

Longe do acesso privilegiado aos diversos tipos de tratamentos estéticos e dietas, não podemos diminuir JLo a toda futilidade envolvida nas comparações entre as próprias mulheres de 50 anos e até as mais jovens.

Seria problematizar uma foto? Não. É apenas uma reflexão sobre o lado B da sociedade. O que para muitos é inspiração, para outros é gatilho. O tal copo meio cheio, meio vazio de sempre.

Eu também vi a barriga da JLo, fiz comentários com as minhas amigas, compartilhei memes e fiquei me perguntando se as escolhas que faço hoje me aproximam da mulher que quero ser aos 50 anos?

Escolhas das mais diversas, da alimentação ao emprego dos sonhos. Não é sobre barriga chapada ou coxa definida, é sobre ter um corpo saudável, saúde mental, fazer escolhas conscientes e continuar ativa aos 50 e mais anos.

A busca por padrões ainda acontece. Os 50 não são os novos 40, a gente deveria viver mais e melhor cada nova idade, e parar com essa chatice de relativizar idade e vivência.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.